Grupo Hospitalar Conceição
15.05.2018 CAPACITAÇÃO

HCR promove atividade pelo Dia Nacional do Controle das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde

Profissionais assistiram à primeira simulação realística sobre os momentos adequados para higiene de mão
Apresentação mostrou os cinco momentos de higienização das mãos preconizados pela OMS.
Atividade simulou um atendimento ao paciente junto dos participantes do evento.

Os funcionários do Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Cristo Redentor (HCR) realizaram a primeira simulação realística, para os trabalhadores assistenciais do hospital, sobre os cinco momentos de higienização das mãos. A atividade é alusiva ao Dia Nacional do Controle das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde, mostrando a importância desse hábito para a segurança do paciente e do profissional, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O evento ocorreu em dois momentos no anfiteatro HCR na manhã desta terça-feira, dia 15 de maio, reunindo cerca de 40 funcionários.

Antes da atividade prática, a enfermeira do Controle Infecção Hospitalar do HCR Nara Saraiva realizou uma apresentação sobre os cinco momentos de higienização das mãos preconizados pela OMS e Ministério da Saúde. “O objetivo da simulação é capacitar os trabalhadores em relação à prática de higienização de mãos, que, se não for feita corretamente, pode trazer riscos de infecção ao paciente e também ao profissional”, comentou a enfermeira. Ela também contou que existem duas maneiras de higienizar as mãos, por meio do uso do álcool gel ou com água e sabão.

Após a apresentação, teve início a simulação que constituiu na atuação dos funcionários do Controle de Infecção Hospitalar Nara Saraiva, Keila Rodrigues, Rejane Lima, Luciano Lunardi, Bianca Nascimento, Beatriz Baptista e Carla Soviero. Eles simularam um atendimento ao paciente junto dos participantes do evento. A plateia atuou como paciente ou como observador da prática de higiene de mãos, avaliando se os profissionais higienizaram ou não as mãos, de acordo com os cinco momentos preconizados pela OMS. Nara reforçou, a todo o momento, que a higiene de mãos diminui os riscos de infecção.

Confira abaixo o procedimento recomendado pela OMS para a higienização de mãos nos ambientes hospitalares com o uso do álcool ou água e sabão:

Momento 1 - higienizar antes de contato com o paciente;

Momento 2 - higienizar antes da realização de procedimento limpo/asséptico;

Momento 3 - higienizar após risco de exposição a fluidos corporais;

Momento 4 - higienizar após contato com o paciente;

Momento 5 - após contato com áreas próximas ao paciente.

Creditos: Guilherme de Faveri.