Grupo Hospitalar Conceição
11.10.2018 ASSISTÊNCIA

Serviço de Fisioterapia do Hospital Conceição implementa terceiro turno

Extensão do atendimento se dá também em feriados e finais de semana
Reunião com a equipe.
Elisa e Fossari.

Criado em março de 2018, o Serviço de Fisioterapia do Hospital Conceição (HNSC) é a reunião de 52 profissionais das diferentes equipes de fisioterapia do hospital. Após período de integração e capacitação dos funcionários, o serviço passa a contar com a extensão do atendimento, com o terceiro turno de Fisioterapia e atendimento em finais de semana e feriados, implementado para área de internação em setembro deste ano. Antes, os horários estendidos eram ofertados apenas nos serviços de UTI e Emergência.

Conforme a fisioterapeuta e coordenadora do serviço, Elisa Wendland Santos, a unificação das equipes permite uma melhor comunicação, o que implica na continuidade do atendimento. "Se antes as equipes realizavam o atendimento em um serviço específico, hoje todos os profissionais terão o acesso à informação de andamento do paciente e a responsabilidade no cuidado compartilhada pelo serviço em todos os dias da semana", explicou a coordenadora.

O novo sistema de ampliação de atendimento está sendo desenvolvido em parceria entre os fisioterapeutas das unidades da UTI e Internação e a assistência aos finais de semana e feriados, pela reorganização da equipe da Fisioterapia da Internação.

Responsável pela estruturação do serviço, o gerente de Internação do HNSC, José Accioly Jobim Fossari, destaca que a nova organização abre uma melhor possibilidade de cuidado, além de facilitar ao atendimento das demandas do serviço. "Esse tipo de organização interna é extremamente positiva porque traremos benefício para quem mais precisa, o usuário. Sendo nosso hospital 100% SUS, importante destacar que é a melhora para o cidadão carente", falou o gerente, que também considera positivo o fato de, a partir da continuidade do cuidado, os profissionais tenham a possibilidade de prestar mais atenção às demandas do paciente.

"Com o serviço de Fisioterapia sete dias por semana e a continuidade do cuidado, tivemos já, neste curto período de implementação, casos de pacientes que estavam em UTI por muito tempo, o que era considerado permanência de moradia no hospital e que evoluíram para o andar de internação", explica Fossari, que aponta que a liberação de leitos resulta em assistência para novos usuários.

Celebrado no dia 13 de outubro, o Dia do Fisioterapeuta terá a 2ª Jornada de Fisioterapia do GHC em alusão a data, a ser realizada em 31 de outubro.

Creditos: Bruno de Barros (Texto e Foto). Guilherme de Faveri (Foto).