Grupo Hospitalar Conceição
13.01.2022 NA PANDEMIA

Janeiro Branco, o ms da Sade Mental

O Janeiro Branco a campanha que visa promover a sade mental. Criada em 2014, em Uberlndia, Minas Gerais, tem como objetivo a realizao de aes como palestras, caminhadas e conversas sobre temas ligados sade mental. Por ser o primeiro ms do ano, culturalmente h uma tendncia das pessoas refletirem mais sobre a vida e planejar o novo ano. Diante disso, a campanha relaciona esse sentimento a uma "folha em branco", como forma de reescrever sua histria de vida.

Segundo dados divulgados pela Organizao Mundial da Sade (OMS), o Brasil o pas com mais casos de ansiedade no mundo (9,3%) e o segundo maior das Amricas em depresso (5,8%). De acordo com a responsvel tcnica da Psiquiatria da Gerncia de Sade Comunitria do Grupo Hospitalar Conceio e assistente de coordenao do CAPS AD III, mdica psiquiatra Vanessa Braga, a pandemia causou um aumento no sofrimento psquico.

Conforme a especialista, esse sofrimento est relacionado ao medo, ao sentimento de vulnerabilidade e impotncia, e as pessoas demoram a procurar auxlio profissional. Ela afirma que o isolamento e a mudana de rotina tambm foram responsveis pelo aumento dos casos. "Aumentou muito a questo da ansiedade, tambm relacionada aos familiares doentes, de no ter contato e precisar lidar com o luto", completou Vanessa.

Importncia da campanha

" muito importante para que as pessoas tenham um tempo para parar e olhar para si mesmos. Perdemos muito a qualidade nos relacionamentos e muitas das questo psiquitricas poderiam ser prevenidas com um olhar sobre isso", explica Vanessa. Alm disso, a ao evidencia a ideia de romper preconceitos levantados a respeito da sade mental, que dificultam a procura por ajuda especializada em muitos dos casos.

A respeito das estratgias de cuidado psquico, a responsvel tcnica da Psiquiatria reafirmou a importncia de a pessoa reconhecer e acolher seus anseios e medos, manter ativa a rede socioafetiva, mantendo contato mesmo que virtual, e evitar o uso de cigarro, lcool e outras drogas para lidar com as emoes.

Creditos: Brbara Machado